OrMM – Ordem dos Médicos de Moçambique

Website em remodelação para melhor servirmos e pelos transtornos que possamos causar pedimos sinceras desculpas.

Maputo | Bairro da Coop

Rua Padre João Nogueira | Nr. 37 | R/C

+258 82 002 7356

Atendimento

Estamos abertos

Segunda - Quinta: 8:00-17:00
Sexta: 8:00-13:00

Website em remodelação para melhor servirmos e pelos transtornos

que possamos causar pedimos sinceras desculpas.

Maputo | Bairro da Coop

Rua Padre João Nogueira | Nr. 37 | R/C

+258 82 002 7356

Atendimento

Estamos abertos

Segunda - Quinta: 8:00-17:00
Sexta: 8:00-13:00

Website em remodelação para melhor

servirmos e pelos transtornos que possamos

 causar pedimos sinceras desculpas.

Maputo | Bairro da Coop

Rua Padre João Nogueira | Nr. 37 | R/C

+258 82 002 7356

Atendimento

Estamos abertos

Segunda - Quinta: 8:00-17:00
Sexta: 8:00-13:00

Discurso da Tomada de Posse do Bastonário da Ordem dos Médicos

BastonarioPB

Discurso da Tomada de Posse do Bastonário da Ordem dos Médicos

Senhor Vice-Presidente da Assembleia da República
Excelência,

Senhor Ministro da Saúde
Excelência,

Senhores Bastonários das Ordens Profissionais de Engenheria e de Contabilidade e Auditoria

Colegas,

Caros Colegas e amigos Médicos e Médicos Dentistas,

Minhas Senhora e Meus Senhores,

Permitam-me, em primeiro lugar, começar por agradecer, com humilde sinceridade, a todos aqueles que depositaram confiança no presente elenco e no seu Programa, colocando o seu voto que possibilitou chegarmos a esta tomada de posse para que a nossa Ordem dos Médicos de Moçambique consiga finalmente trilhar um caminho de necessárias e oportunas mudanças. Analogamente, permitam-me afirmar que todos aqueles que em nós não votaram terão igualmente um importante e obrigatório espaço na contribuição para as soluções dos nossos problemas, pois a expressão das nossas diferenças constituirão a nossa riqueza uma vez que certamente concorrerão para fortalecer as nossas decisões. A Ordem dos Médicos de Moçambique é de todos os Médicos e Médicos Dentistas e, todos, seremos ainda poucos para procedermos às mudanças que legitimamente aspiramos. Por isso, e independentemente das nossas diferenças, temos que nos unir em torno das palavras de ordem que fundamentam o nosso Programa: pro-actividade, dinamismo, justiça e ordem.
Minhas Senhora e Meus Senhores,

Tenho e temos, nós todos, a consciência da quantidade e magnitude dos desafios que nos esperam. Assim, a nossa caminhada será deveras árdua e longa. Árdua, longa e dura. Por isso, e uma vez mais, teremos que estar convictos que só unidos reconquistaremos, primeiro e antes de tudo, a dignidade da nossa profissão de servir todos quantos de nós se acercam, nomeadamente quem sofre e padece e urgentemente necessita de uma amiga mão que contenha conhecimento, compreensão, humanismo. Temos que saber também reconquistar a confiança das nossas populações não somente com palavras mas com o resultado do nosso bem servir perfeito, íntegro, sapiente e completo. Na verdade são os resultados correctos das nossas actuações que ditarão as nossas vitórias e sucessos e a grata e orgulhosa satisfação de que estaremos a cumprir com a nobre incumbência que voluntariamente abraçamos: o de sermos médicos.

Minhas Senhoras e Meus Senhores,

Estamos crentes que se impõe pois um novo modo de estar e de ser se realmente pretendemos a mudança que acreditamos ser imperiosa e imediata da promoção, da dignificação e da defesa da saúde como um direito fundamental da nossa Constituição. É nesta senda que delineamos os principais pontos do nosso Programa, que recordo e o qual teremos que o alcançar na sua totalidade:
1. Revitalizar as Delegações Provinciais existentes e criar Delegações onde não existam, com vista a uma representação abrangente e nacional para a aplicação e defesa dos seus princípios fundamentais e fins, conforme rezam os Estatutos;
2. Aderir a outras Ordens, Uniões e Federações de Associações Médicas e a outras entidades que possam beneficiar os interesses da OrMM e seus membros;
3. Criar e promover parcerias com entidades e organizações nacionais e internacionais, de modo a que possa haver uma crescente qualidade do acto médico, higiene e segurança no trabalho;
4. Assumir uma atitude proactiva em defesa dos membros da OrMM, nomeadamente em questões relacionadas com o Estatuto da OrMM, Código Deontológico e demais legislação avulsa;
5. Possuir uma atitude transparente na prestação de contas e na divulgação de informação;
6. Promover uma política abrangente e flexível de formação médica contínua e especializada de acordo com os seus Estatutos;
7. Adoptar e padronizar um sistema para o controlo de qualidade da formação médica pré e pós-graduada;
8. Promover a divulgação e implementação correcta do Estatuto do Médico na Administração Pública e seu Regulamento;
9. Promover sessões de discussão para melhoria do Estatuto do Médico na Administração Pública e seu Regulamento;
10. Promover periodicamente a dignificação do médico e garantir uma cultura de premiação e atribuição de títulos de louvor aos médicos que se destaquem no seu desempenho;
11. Promover, dignificar e defender a saúde como um direito fundamental plasmado na Constituição da República de Moçambique;
12. Realizar actividades com vista a aprovação e aplicação da lei do Acto Médico;
13. Promover sessões de discussão para melhoria do Estatuto da OrMM e contextualizá-lo à realidade actual;
14. Criar um espaço digno para a Sede Nacional da OrMM;
15. Informatizar os procedimentos da OrMM.

Minhas Senhoras e Meus Senhores,

Não gostaria de me alongar mais. Por isso deixem-me terminar com uma mensagem de esperança e de algumas certezas. Todos juntos, na nossa caminhada, na nossa luta, saberemos unir-nos e fortalecer-nos o suficiente para sermos capazes de todos queremos ser o grande médico que na verdade devíamos ser, como bem afirmou o grande mestre William Osler, com muita propriedade considerado o “pai da medicina moderna”: “O bom médico trata a doença, o grande médico trata o paciente que tem a doença”.

Caros Colegas e amigos Médicos e Médicos Dentistas,

Antes de terminar estas minhas palavras gostaria de convidar-vos, a todos, para darmos início, de imediato e unidos, ao nosso difícil, árduo, longo, mas compensatório trabalho de podermos ter o privilégio de poder contribuir para a missão que traçámos de “fortalecer e dinamizar a Ordem dos Médicos de Moçambique com vista a uma maior e melhor dignificação da Medicina em Moçambique”.

Muito obrigado.

 

Maputo, 11 de Agosto de 2014

 

Facebook
Google+
Twitter
LinkedIn
Close Menu